sábado, março 6, 2021
Advertisment
Home Mundo Arizona confirma vitória de Biden, 1º êxito democrata no estado em 24...

Arizona confirma vitória de Biden, 1º êxito democrata no estado em 24 anos

O estado do Arizona, nos Estados Unidos, certificou oficialmente nesta segunda-feira, 30, a vitória do ex-vice-presidente Joe Biden nas eleições, consolidando o sucesso do democrata contra Donald Trump, que ainda não admitiu a derrota.

O republicano Doug Ducey, governador do Arizona, confirmou pelo Twitter a eleição de Biden, assim como a do candidato democrata ao Senado, Mark Kelly. A vitória do ex-vice durante o governo de Barack Obama foi apertada, por uma margem de 10.457 votos, sendo que quase 3,5 milhões de eleitores foram às urnas.

É a primeira vez que um democrata vence no estado desde Bill Clinton, em 1996. Trump havia garantido os 11 votos do Colégio Eleitoral com mais de 90.000 votos a mais que Hillary Clinton em 2016.

A democrata Katie Hobbs, secretária de Estado do Arizona e responsável pelas operações eleitorais, disse que a eleição foi “conduzida com transparência, precisão e justiça, apesar de várias alegações infundadas em contrário”.

Contudo, a certificação não necessariamente significa o fim dos recursos dos republicanos na Justiça, porque o estado permite que os resultados sejam contestados mesmo depois de validados.

Continua após a publicidade

A equipe de campanha de Trump tenta, sem sucesso, dificultar a confirmação dos resultados em estados-chave vencidos por Biden, contestando-os no tribunal.

Na semana passada, a Pensilvânia certificou os resultados da eleição que apontaram o democrata Joe Biden como o vencedor no estado. A confirmação se deu menos de 24 horas após a Suprema Corte estadual rejeitar um processo da campanha republicana que solicitava a não contagem de 10.000 votos enviados por correspondência. O senador da Pensilvânia Patrick Toomey, do Partido Republicano, afirmou na segunda-feira 23 que Trump havia esgotado “todas as opções legais plausíveis”.

O estado do Michigan também confirmou a vitória de Biden por mais de 150.000 votos, garantindo o voto dos 16 delegados no Colégio Eleitoral, que formalizará no dia 14 de dezembro o próximo presidente dos Estados Unidos.

Assim, o atual presidente americano, que já autorizou o processo de transição de governo mesmo sem reconhecer sua derrota, continua sem ter vencido nenhum de seus processos para reverter os resultados das eleições de 3 de novembro, as quais, segundo a estimativa preliminar da imprensa americana, Biden venceu por 306 delegados contra 232.

O único estado que ainda não validou os resultados da eleição é o Wisconsin, cuja certificação deve ocorrer também nesta segunda-feira.

(Com AFP)

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Popular

O urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes fala sobre câncer de próstata

O câncer de próstata é o segundo mais recorrente entre os homens, no Brasil. A próstata é uma pequena glândula localizada entre...

A eterna doença argentina

“A Argentina é, por excelência, um exemplo de uma economia cuja estagnação relativa não parece derivar do clima, de divisões raciais, de pobreza malthusiana...

Trump reaparece em evento de conservadores e fala em união de Republicanos

Calado pelas redes sociais e depois de pouco mais de um mês de ter deixado o cargo de presidente dos Estados Unidos, Donald J....

Governo inglês está sob pressão depois de detectar variante brasileira

A manchete do principal jornal inglês desta segunda-feira, 1º, relata que o governo está enfrentado fortes apelos por medidas mais duras de restrição de...